Federal University of Jequitinhonha and Mucuri Valleys (UFVJM)

PDF
Print
E-mail

UFVJM divulga chamada regular Sisu 2020/1

Está publicada a primeira chamada - chamada regular do SiSU para ingresso no primeiro semestre letivo de 2020.

Acesse as listas no site da Copese e confira se foi selecionado.

 
PDF
Print
E-mail

UFVJM recebe qualificação no Sistema RNP

Certificado de Organização Qualificada ao Sistema RNP foi concedido pela rede nesta segunda (10)

No início desta semana (10/02), a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa - RNP concedeu à Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri o certificado de Organização Qualificada ao Sistema RNP.

O Sistema RNP é responsável pelo desenvolvimento, oferta e uso de serviços e facilidades para atender às necessidades da pesquisa, educação e inovação. Ele explora tecnologias de informação e comunicação emergentes, disponibilizando uma ciberinfraestutura de recursos federados, seguros, de alta capacidade e desempenho, por meio de mecanismos de governança multi-institucional, estabelecidos pelo Programa RNP.

Através da Diretoria de Tecnologia da Informação, atendendo requisitos técnicos, foram implantados os seguintes serviços em parceria com a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa sem custos para a universidade:

  • Upgrade do link de internet dos campi de Diamantina, Teófilo Otoni, Janaúba e Fazendas Experimentais.
  • Comunidade Acadêmica Federada - Cafe: corresponde à uma federação de gestão de identidade que tem o objetivo principal de facilitar a disponibilização e o acesso a serviços web. Nesta, os usuários acessam serviços web das mais diferentes origens usando o login e senha da sua própria instituição. Exemplo amplamente utilizado: Portal de Periódicos da Capes.
  • Conferência Web: leva para o ambiente web os recursos próprios de uma conferência que use vídeo e áudio combinados, além funcionalidades de interação instantânea e colaborativa como chat, bloco de notas, visualização compartilhada de imagens, arquivos ou mesmo da tela de um computador remoto.
  • fone@RNP: serviço que permite fazer chamadas telefônicas gratuitas e de modo simples para outras universidades e instituições de pesquisa.
  • eduroam: provê acesso à rede wi-fi em de 2.600 pontos de acesso no Brasil e outros milhares em cerca de 90 países utilizando os dados do login e senha institucional. O eduroam está em universidades, centros de pesquisa, aeroportos e até cafeterias. Será disponibilizado em breve em toda UFVJM.
  • ICPEdu: emissão de certificados digitais do tipo SSL nos servidores web da instituição.

“A reitoria parabeniza a equipe da Diretoria de Tecnologia da Informação pelo esforço despendido nessa importante conquista para a UFVJM”, declara professor Fernando Borges, chefe de gabinete da casa.

Last Updated on Thursday, 13 February 2020 17:26
 
PDF
Print
E-mail

Projeto da UFVJM produz bloquetes com isopor em substituição a areia

Iniciativa do curso de Engenharia Agrícola e Ambiental da UFVJM - Campus Unaí tem apelo social e ambiental

Bloquetes produzidos com isopor em substituição a areia pelo curso de Engenharia Agrícola e Ambiental da UFVJM - Campus Unaí (foto: ICA/UFVJM)

 

Sob a coordenação da professora Hellen Pinto Ferreira Deckers, alunos do curso de Engenharia Agrícola e Ambiental da UFVJM - Campus Unaí têm trabalhado na fabricação de bloquetes com utilização de isopor em substituição a areia. O trabalho faz parte do projeto de extensão Reutilização do Poliestireno Expandido (EPS) com Agregado no Composto de Concreto Leve para Fabricação de Bloquetes, aprovado no último edital da UFVJM para o ano de 2020 e realizado em parceria com a Prefeitura Municipal de Unaí, através da Secretaria do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semamd), e com a Penitenciária Agostinho de Oliveira Júnior (Paoj).

A professora conta que a ideia do projeto surgiu a partir do problema enfrentado pela Semamd com o descarte diário de cerca de 4 mil marmitas de isopor utilizadas para a alimentação dos reeducandos do presídio. “Era preciso buscar uma solução para a reutilização dessa grande quantidade de isopor e conseguimos chegar a esse importante projeto de cunho social e ambiental”, afirma Hellen. E a coordenadora explica como a parceria funciona: “A matéria-prima (isopor triturado) é fornecida pela Semamd e a mão-de-obra é dos reeducandos e de alunos do curso de Engenharia Agrícola e Ambiental.”

Aluno Gabriel Elan Finkler; diretor-geral da Paoj, Sílvio Pereira Cardoso Júnior; e professora Helen Pinto Ferreira Deckers fazem supervisão dos testes dos bloquetes (foto: ICA/UFVJM)

 

O projeto encontra-se agora na fase de teste de resistência dos bloquetes fabricados com 20%, 40% e 60% de isopor. Os próprios reeducandos realizaram os testes, sob supervisão e orientação do diretor-geral da Paoj, Sílvio Pereira Cardoso Júnior, da professora Helen e do acadêmico Gabriel Elan Finkler. O objetivo é utilizar esses bloquetes no calçamento da universidade e em praças e escolas da cidade de Unaí.

O projeto Reutilização do Poliestireno Expandido (EPS) com Agregado no Composto de Concreto Leve para Fabricação de Bloquetes é coordenado pela professora Hellen Pinto Ferreira Deckers e conta com o envolvimento dos alunos Ana Clarah Cordeiro de Oliveira Talá, Gabriel Elan Finkler, Manuella Brandão Gonçalves, Mucio Abraão Sousa de Assis, Nei Gaspar dos Santos Junior, Northon Matheus Santana de Castro e Rosy Mara Oliveira da Silva, do curso de Engenharia Agrícola e Ambiental da UFVJM - Campus Unaí.

Last Updated on Thursday, 13 February 2020 14:54
 
PDF
Print
E-mail

Recursos provenientes de TAC aplicados à Vale poderão ser destinados a projetos da UFVJM

No dia 30 de setembro, ocorreu em Belo Horizonte um encontro para avaliar possibilidade de recebimento por parte de instituições federais de ensino superior (IFES) de recursos advindos de Termos de Ajustamento de Conduta (TAC) aplicados à empresa Vale por crimes ambientais na região de Brumadinho. A reunião aconteceu após convite do professor Janir Soares, reitor da UFVJM, aos reitores das universidades federais mineiras para uma reunião com o procurador-geral do Ministério Público do estado de Minas Gerais (MPMG), Antônio Sérgio Tonet. O encontro foi uma iniciativa do deputado federal Fábio Ramalho.

“Inicialmente, milhões de reais poderão ser repassados às universidades federais e institutos federais, os quais, em contrapartida, se comprometerão a desenvolver projetos junto às comunidades de Brumadinho e/ou nos territórios de abrangência das suas respectivas instituições de ensino superior. A prioridade dos projetos é para a recuperação ou preservação do meio ambiente, mas as instituições poderão atuar em outros setores da sociedade, conforme a expertise da IFE, a exemplo da saúde e educação”, ponderou o procurador Tonet.

Foto: Ronaldo Guimarães/UFVJM

 

Os reitores e os representantes de oito universidades mineiras que participaram dessa primeira reunião manifestaram grande interesse nessa proposta, e deliberou-se por constituir grupos de trabalho junto ao Fórum de Dirigentes das Instituições Públicas de Ensino Superior de Minas Gerais (FORIPES/MG), para, numa próxima reunião, avançar com as tratativas entre as instituições.

O reitor da UFVJM salientou a necessidade de recuperação de significativa extensão do Rio Jequitinhonha, devastado pela prática ilegal do garimpo. “Enfatizo a premente necessidade de recuperação/preservação de nascentes de água doce e das matas ciliares em muitos rios dos Vales do Jequitinhonha e do Mucuri, bem como a necessidade de desenvolvermos mais projetos e fortalecer as iniciativas já existentes em prol das bacias hidrográficas das nossas regiões visando o controle de poluentes, recuperação da fauna e da flora”, declarou.

A adesão dos servidores da UFVJM a essa proposta está sendo acolhida por meio das Pró-Reitorias de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG) e de Extensão e Cultura (Proexc), que já estão cadastrando grupos de pesquisadores interessados. Em breve, esses grupos vão discutir com a comunidade acadêmica da UFVJM os respectivos planos de trabalho. A proposta é que os recursos repassados à UFVJM sejam gerenciados por uma fundação de apoio, com previsão de bolsas para os coordenadores dos projetos e inclusão de técnicos administrativos e estudantes com possibilidade de pró-labore e bolsas, respectivamente.

Last Updated on Tuesday, 08 October 2019 15:39
 
PDF
Print
E-mail

Reitoria divulga comunicado sobre assinatura de convênio com a CASU

A Reitoria informa que na última quinta (26) foi assinado o segundo termo aditivo ao Convênio nº 001/2014, celebrado entre a Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e a Caixa de Assistência à Saúde da Universidade – CASU/UFMG.

O objetivo do convênio é formalizar a condição da UFVJM como convenente dos Planos Privados de Assistência à Saúde ofertados pela CASU/UFMG e proporcionar aos servidores ativos, inativos, dependentes e agregados a possibilidade de ingresso nos planos de saúde administrados pela CASU/UFMG.

A atual gestão entrou em exercício em 13/8, quando restava apenas pouco mais de trinta dias para o encerramento do primeiro aditivo, prazo considerado exíguo para a celebração de um novo convênio, o que demandaria pelo menos quatro meses; por isso foi necessária a assinatura do aditivo. Durante esse período de pouco mais de trinta dias, a atual gestão buscou esforços para realizar todos os procedimentos legais necessários à formalização do segundo termo aditivo, a fim de resguardar o direito do servidor de assistência à saúde.

Ressalta-se, conforme constante no item 27 do Parecer n.º 149/2019, de lavra do procurador Federal Wilson Ursine Júnior, que “(...) o 1º Termo Aditivo ao Convênio n.º 001/2014 foi assinado pela UFVJM sem ter sido previamente submetido ao crivo do órgão da Procuradoria Geral Federal junto à UFVJM. Esse evento caracteriza-se como um vício de legalidade por violação ao artigo 38, Parágrafo Único, da Lei nº 8.666/93 (..)”.A Reitoria destaca que a assistência à saúde do servidor é um direito e a continuidade da prestação desse serviço deve ser garantida por meio dos instrumentos legais disponíveis. Ademais, essa prorrogação proporcionará aos associados a continuidade dos serviços nos mesmos moldes contratados.

A Reitoria destaca que a assistência à saúde do servidor é um direito e a continuidade da prestação desse serviço deve ser garantida por meio dos instrumentos legais disponíveis. Ademais, essa prorrogação proporcionará aos associados a continuidade dos serviços nos mesmos moldes contratados.

Veja mais foto da reunião no Facebook da Reitoria.

Last Updated on Saturday, 28 September 2019 15:16
 
Page 9 of 1100

 

Campus I - Diamantina/MG
Rua da Glória, nº 187 - Centro - CEP 39100-000
Telefones: +55 (38) 3532-6024
Campus JK - Diamantina/MG
Rodovia MGT 367 - Km 583, nº 5.000
Alto da Jacuba CEP 39100-000
Telefone: +55 (38) 3532-1200 e (38) 3532-6800
Campus do Mucuri - Teófilo Otoni/MG
Rua do Cruzeiro, nº 01 - Jardim São Paulo - CEP 39803-371
Telefone: +55 (33) 3529-2700
Campus Janaúba - Janaúba/MG
Avenida Um, nº 4.050
Cidade Universitária CEP 39447-790
Telefone: +55 (38) 3532-6808 e (38) 3532-6812
Campus Unaí - Unaí/MG
Avenida Universitária, nº 1.000, B
Universitários CEP 38610-000
Telefone: +55 (38) 3677-9950